O que aprendi vestindo #1lookporumasemana

A Lilian Pacce e a Fe Cortez (do Menos 1 Lixo) propuseram e eu topei. Vestir a mesma roupa por uma semana. Sem lavar. Para todo lugar. Só mudando os acessórios. A ideia era propor um debate anticonsumismo, um anti #OOTD (outfit of the day – ou #lookdodia). Eu e muitos outros no Brasil inteiro, vestindo a mesma roupa por uma semana. Foi uma semana que me fez pensar bastante, e aqui está um pouco do que refleti e aprendi.

#1lookporumasemana

Blusa de gatinhos e jeans skinny que deram muito pano para manga

Eu havia ganhado uma blusa de gatinhos da minha irmã e tinha decidido que vestiria na igreja, para estreiar. Antes da estréia, eis que eu descubro o grande desafio #1lookporumasemana. Independente da temperatura, a blusa estava decidida. E, se for para encarar um desafio, é importante ter alguém de confiança ao seu lado, foi assim que essa calça jeans em particular entrou na jogada. o desafio, foi registrado diariamente no meu instagram, mas eu ainda tenho mais algumas coisinhas para contar… Continuar lendo

Vinagre de maçã: multiuso e superminimalista

Aqui em casa vinagre serve para tudo, menos para temperar a salada! Poderia ser qualquer vinagre, mas para ser multiuso mesmo, é melhor que ele seja sem corante: então o melhor é mesmo o vinagre branco. Muita gente sugere o vinagre de maçã… mas já usei vinagre de álcool, vinagre “sabor limão” (quando cheguei em casa, descobri!), e agora eu faço meu próprio vinagre: superpoderes minimalistas ativar! 😊

Design sem nome

Vinagre, lindo vinagre (caseiro!)

Vinagre na limpeza da casa

Continuar lendo

Desodorante natural: mitos e verdades

Como minimalista, às vezes eu resolvo minimizar umas coisas que são bem importantes para mim, que é para sentir um impacto e reavaliar as coisas. Dessa vez eu resolvi mexer numa coisa bem importante, e resolvi testar o tal desodorante natural. Mas uma coisa é ver o pessoal comentando na internet, outra é fazer, na prática.

pedra-ume-2

Pedra hume: o desodorante natural que é até antiperspirante

Continuar lendo

Dia dos namorados e presentes: 5 dicas de amor minimalista

Dia dos namorados chegando, e eu aqui me perguntando: como é um 12 de junho minimalista?

namorados

Ah… o Amor

Eu perguntei para a comunidade no face e, aparentemente, todos os minimalistas à brasileira concordam que é mais importante estar juntinho que presentear. Enquanto presença é de fato o melhor presente, nós temos dicas minimalistas para um dia dos namorados onde menos é mais, muito mais amor! Continuar lendo

Armário-Cápsula de Outono 2017

 

Outono 2017 Insta

Coleção de outono/2017 ou melhor, AC de Maio!

AC de outono é modo de dizer, porque essa cápsula é, na verdade,  meu armário de Maio.

Foi assim, voltei das férias de final de Ano com a base da cápsula de Verão, mas… Continuar lendo

Onde está sua toalha?

Toalhas-e-eu

Menos coisas, menos problemas…

25 de maio é o dia da toalha. Referência ao Guia do Mochileiro das Galáxias, uma cômica trilogia de 5 livros (com 6 livros publicados)  sobre “a vida, o universo e tudo o mais” de autoria de Douglas Adams- o sexto é póstumo.

Eu, como boa geek minimalista, vou aproveitar o dia para desapegar das toalhas daqui de casa. Continuar lendo

Armário Cápsula Verão 2016

A experiência do Armário Cápsula de Primavera foi tão boa, que decidi incorporar a prática e montar um Armário Cápsula de Verão (AC Verão 2016). Continuar lendo

6 coisas que não aconteceram em 6 meses de Minimalismo

Em 1º de Julho de 2015 eu oficialmente me declarei minimalista. Neste período eu li muito, dei um curso, comecei este blog, conheci outros minimalistas, joguei no mínimo 465 coisas fora, montei 2 guardas-roupa cápsula (de primavera e de verão) e transformei alguns cantos da minha casa. Em 6 meses muitas coisas aconteceram, mas muitas coisas não; aqui vão 6 delas: Continuar lendo

A solução para os problemas de Natal ou Sr. Noel prefere gratidão.

Para mim, além do sentido de real do Natal (comemorar o nascimento de Jesus Cristo), o Natal é um tempo de estar em família. E como acontece no convívio familiar, aos poucos vão se formando e fortalecendo as tradições.

É tradição na minha família escrevermos uma carta para o Papai Noel. Não que acreditássemos em Papai Noel, pelo contrário, nós recebíamos presente de Natal que apareciam, não eram trazidos por ninguém, eles apareciam misteriosamente! O sapatinho também funcionava, aparecem coisas interessantes nos calçados lá em casa – tanto no Natal, como na Páscoa.

Fato é que nossas cartas evoluíram muito: não pedimos mais “um Playstation ou uma bola” (eu acho uma graça quando vejo isso nas cartinhas do Papai Noel dos Correios: recomendo!) e é esse tipo de carta (a evoluída) que eu sugiro que você e sua família escrevam.

Nós costumamos escrever uma carta de gratidão. Nela nós lembramos coisas boas que agradecemos e coisas ruins que superamos.

No final nós incluímos, sim, uma lista de coisas ou experiências que gostaríamos de ganhar, às vezes com o valor aproximado do presente, para possibilitar uma “vaquinha” no caso de algo mais caro, ou um link para ajudar na visualização (já que enviamos a carta por e-mail hoje em dia). Isso, além de evitar os problemas ligados ao desapego de peças presenteadas por alguém que você ama (mas que não são muito a sua praia) também economiza tempo, massa cinzenta, dinheiro e evita o consumismo para quem pretende presentear: ganha-ganha!

Comece com:

“Querido Papai Noel, neste ano eu não preciso de mais nada, afinal eu… (escreva aqui coisas boas e superações).”

Termine sua carta com:

“Em todo o caso, caso eu continue na lista dos bonzinhos e você deseje me presentear eu gostaria de: (coloque alguns itens para ajudar seus amados em suas escolhas).”

Lembre-se que a graça de “um Playstation ou uma bola” é o fato de que você ficará igualmente feliz em ter qualquer um destes desejos realizados, na verdade você ficará feliz de ganhar qualquer coisa, se ganhar alguma coisa!

Feliz mesmo você estará de compartilhar este momento com quem você ama! De entrar em contato com um amigo distante, de estar vivo!

Agora, pegue uma caneta e escreva uma carta de gratidão.

Guarda Roupa Cápsula de Primavera

Minha vida como Minimalista consiste de diferentes experimentos (ou projetos) realizados um após o outro por determinados períodos de tempo.

Com a chegada da primavera iniciei um novo projeto: o Guarda-Roupa Cápsula – GRC. Continuar lendo